Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

10/06/2022

Começam nesta segunda-feira (13) consultas públicas sobre obras de esgoto no valor de R$ 418,8 milhões em Vila Velha

Os investimentos contemplam a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Araçás e ampliação dos serviços de esgotamento sanitário nas regiões da Grande Terra Vermelha e Balneário Ponta da Fruta

O Governo do Espírito Santo, por meio da Companhia Espírito-santense de Saneamento (Cesan), vai abrir consulta pública sobre as obras de coleta e tratamento do esgoto que serão realizadas nas regiões da Grande Terra Vermelha e Balneário Ponta da Fruta, além da ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Araçás, em Vila Velha. Os investimentos somam R$ 418,8 milhões e são financiados pelo Banco Mundial. O objetivo das consultas é promover a participação social na execução do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem, o maior conjunto de ações na área ambiental já realizado pelo Governo do Espírito Santo.

Os documentos sobre os investimentos podem ser acessados no link https://s.cesan.com.br/obrasesgotovv a partir desta segunda-feira (13) até o próximo dia 27 de junho. Os interessados em se manifestar sobre as obras de ampliação da ETE Araçás podem utilizar o e-mail consultapublica.aracas@cesan.com.br. Também podem participar da reunião aberta ao público, que será realizada na terça-feira (21), a partir das 18 horas, na Associação de Moradores do Bairro Araçás, rua Bagdá, 54, Araçás.

Para se manifestar sobre as obras na Grande Terra Vermelha e Balneário Ponta da Fruta, os interessados podem utilizar o e-mail consultapublica.gtv@cesan.com.br e participar da reunião aberta ao público, na quinta-feira (23), a partir das 18 horas, que será realizada na Escola Municipal de Ensino Fundamental (UMEF) Governador Christiano Dias Lopes Filho, rua Itá, s/n, São Conrado.

As obras

Os investimentos na ETE Araçás vão ampliar a capacidade de tratamento dessa unidade de 400 para 900 litros por segundo. Isso significa que, com a conclusão das obras, mais 70 milhões de litros de esgoto serão tratados por dia, contribuindo com a saúde da população, despoluição do mar, dos rios e valorização dos imóveis.

A ampliação da estação vai beneficiar mais 260 mil moradores dos bairros Araçás, Boa Vista I, Boa Vista II , Brisamar, Centro Vila Velha, Cocal, Coqueiral Itaparica, Cristóvão Colombo, Divino Espírito Santo, Glória, Guaranhuns, Ibes, Ilha dos Ayres, Ilha dos Bentos, Itapuã, Jaburuna, Jardim Asteca, Jardim Colorado, Jardim Guadalajara, Jardim Guaranhuns, Jockey de Itaparica, Nova Itaparica, Novo México, Olaria, Praia da Costa, Praia das Gaivotas, Praia de Itaparica, Residencial Coqueiral, Santa Inês, Santa Mônica, Santa Mônica Popular, Soteco, Vale Encantado, Vila Guaranhuns, Vila Nova e Vista da Penha. A previsão é que as obras sejam concluídas em 2024.

Mais de 48 mil moradores das regiões da Grande Terra Vermelha e Balneário Ponta da Fruta, em Vila Velha, também serão beneficiados com serviços de esgotamento sanitário. Serão implantados cerca de 180 mil metros de tubulações coletoras, de recalque e emissário, além da ligação gratuita de 9.561 imóveis ao sistema de coleta e tratamento.

Também serão construídas 42 unidades de bombeamento, uma usina fotovoltaica para geração de energia e uma estação de tratamento de esgoto com capacidade para 150 litros por segundo. Isso significa que, após todos os imóveis serem ligados às redes, cerca de 13 milhões de litros de esgoto serão tratados por dia e deixarão de poluir o ambiente.

A previsão é que as obras sejam concluídas em 2024 e serão beneficiados os bairros Santa Paula 1 e 2, Riviera da Barra, Cidade da Barra, São Conrado, 23 de Maio, Ulisses Guimarães, Terra Vermelha, Barramares, Morada da Barra, João Goulart, Normília da Cunha, Itapuera da Barra e Balneário Ponta da Fruta.

Águas e Paisagens

O Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem é o maior conjunto de ações na área ambiental já realizado pelo Estado do Espírito Santo. Financiado pelo Banco Mundial, o programa vai investir US$ 323 milhões, cerca de R$ 1 bilhão, para a gestão integrada e sustentável das águas, solo e recursos, por meio de intervenções nas áreas de saneamento ambiental, recursos hídricos, drenagem, gestão de mananciais, recuperação da cobertura florestal, gestão de riscos e prevenção de desastres.