Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

28/07/2016

Em ação de combate à crise hídrica Cesan vai perfurar poços profundos

po
Poço instalado em São Roque do Canaã.

Diante da pior crise hídrica já enfrentada pelo Espírito Santo, a Cesan vem tomando uma série de medidas para garantir o abastecimento de água para a população. Em mais uma dessas ações, a Companhia vai perfurar poços profundos para aumentar a oferta de água para as regiões mais críticas do Estado.

Serão dez poços profundos que vão beneficiar moradores das cidades de Santa Teresa, Conceição da Barra, Ecoporanga, Mucurici, São Roque do Canaã, Serra, Vila Pavão, Muqui e Pinheiros. Alguns municípios, inclusive, estão sob racionamento de água. A licitação para contratação dos serviços já foi concluída e o Conselho de Administração autorizou o início das obras. Os trabalhos devem ser concluídos em até seis meses após a assinatura da ordem para início dos serviços, previsto para ocorrer em 30 dias.

Segundo o diretor-presidente da Cesan, Pablo Andreão, em orçamento preliminar, a Cesan havia previsto investimentos no valor de R$ 1,4 milhão para a execução das obras. Após a concorrência pública, a empresa vencedora apresentou proposta de R$ 988,4 mil para executar os serviços, representando uma economia de quase 30% em relação ao valor previsto.

As atividades serão executadas em duas frentes de serviços, que terão capacidade para perfurar dois poços profundos simultaneamente em municípios diferentes. Os serviços compreendem estudos hidrogeológicos, locação dos poços, perfuração, instalação de bombas, além da desinfecção dos poços, análises físico químicas e bacteriológicas da água, entre outras atividades. As equipes de trabalho serão formadas por geólogo, sondadores, ajudantes, técnico especializado e técnico de segurança do trabalho, que vão perfurar, ao todo, cerca de 1.200 metros.

A utilização de águas subterrâneas para abastecimento da população apresenta vantagens em relação à captação de superfície devido à menor necessidade de investimentos iniciais, prazos mais curtos de execução das obras, mananciais mais protegidos dos agentes poluidores e a qualidade natural da água, que dispensa elevados custos de tratamento.

“A perfuração de poços é uma medida complementar, mas devemos sempre ressaltar à população que devido ao momento que estamos vivendo, de crise hídrica severa, o consumo consciente é primordial”, explicou Andreão.

Informações à Imprensa:
Coordenadoria de Comunicação Empresarial da Cesan

Charley Fernandes

2127-5022

Raquel D´ávila

2127-5073 / 999097311

Márcia Brito

2127-5106 / 99865-5690

comunica@cesan.com.br

www.cesan.com.br