Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

17/12/2021

Reflorestamento com mais de três mil mudas completa cinco anos em Montanha, Norte do Espírito Santo

Vista parcial da área do reflorestamento

Completa cinco anos o reflorestamento realizado pela Cesan (Companhia Espírito-santense de Saneamento) em área da empresa, com 27 mil metros quadrados, próxima ao Córrego da Salvação, em Montanha, Norte do Espírito Santo. O reflorestamento foi realizado com o plantio de mais de três mil mudas de espécies pioneiras e de diversidade, em compensação ambiental à construção de uma barragem no córrego.

Segundo Luciano Firme de Almeida, engenheiro agrônomo da Cesan, a plena regeneração da área de reflorestamento foi garantida pelo trabalho constante de manutenção ambiental realizada pela equipe da Divisão de Operação e Manutenção Centro Norte da empresa. “Além do plantio de 3.120 mudas no local, realizamos a roçada periódica do capim, que costuma alcançar um metro de altura e compete com as mudas por nutriente, luz solar e água no solo. Durante as manutenções também realizamos adubação, controle das formigas, entre outras atividades. Com esse trabalho as espécies que foram plantadas alcançaram um tamanho onde o sistema radicular já consegue suprir a demanda de água das mudas”, relata.

Almeida explica que foram plantadas espécies pioneiras e de diversidade. “As pioneiras, como angico-vermelho, ingá cipó e aroeira pimenteira, servem para colonizar o local de plantio. São mais rusticas, se adaptam melhor e formam rapidamente uma massa verde que protege o solo de intempéries. As espécies de diversidade, como jenipapo, palmito doce e pequiá amarelo, enriquecem a área com frutos para a fauna local e tem período de vida mais longo, acima de 15 anos”, conclui.

O reflorestamento serve como mata ciliar, uma barreira física que dificulta a erosão do leito do córrego. Também evita que sedimentos e detritos entrem no corpo hídrico, melhorando a qualidade da água que é captada e tratada pela Cesan para atender à população.

A área reflorestada pertence à Cesan e não é aberta ao público. Mas instituições de pesquisa e educação que tiverem interesse podem solicitar o agendamento de visita na agência de atendimento ao cliente da Cesan em Montanha, que fica na rua Ítalo Benso, número 44a, centro e funciona das 10 às 16 horas.

 

SERVIÇO:

Localização da área: https://goo.gl/maps/ajbEYueTEQwWyCk99

 

Espécies pioneiras plantadas:

Família Espécie Nome Popular
Fabaceae-Mimosioideae Anadenanthera macrocarpa angico-vermelho
Fabaceae-Cercideae Bauhinia forficata unha-de-vaca
Rhamnaceae Colubrina glandulosa sobrasil
Euphorbiaceae Croton floribundus capichingui
Euphorbiaceae Croton urucurana sangra d’ água
Mimosaceae Inga edulis Ingá-de-metro (Ingá Cipo)
Fabaceae-Mimosioideae Inga thibaudiana ingá
Euphorbiaceae Joannesia princeps boleira
Fabaceae-Mimosioideae Plathymenia foliolosa vinhático
Anacardiaceae Schinus terebinthifolius aroeira pimenteira
Fabaceae-Caesalpinioideae Senna multijuga Pau-cigarra, Amarelão
Solanaceae Solanum sycocarpum belonha mole
Bignoniaceae Sparattosperma leucanthum Cinco-folhas
Anacardiaceae Tapirira guianensis cupuba
Cannabaceae Trema micrantha gurindiba

 

Espécies de diversidade plantadas:

Família Espécie Nome Popular
Lecythidaceae Lecythis pisonis Cambess. sapucaia vermelha
Anacardiaceae Astronium graveolens Jacq. aderne
Fabaceae-Mimosioideae anadenanthera peregrina angico curtidor
Lecythidaceae Cariniana legalis (Mart.) Kuntze jequitibá rosa
Fabaceae-Caesalpinioideae Peltogyne angustiflora Ducke roxinho
Rubiaceae Genipa americana L. jenipapo
Annonaceae Annona cacans Warm. araticum
Apocynaceae Aspidosperma parvifolium A. DC. pequiá amarelo
Arecaceae Euterpe edulis Mart. palmito doce
Meliaceae Cedrela odorata L. cedro rosa
Bignoniaceae Zeyheria tuberculosa Vell.) Bureau ex Verl. ipê felpudo / ipê tabaco / camará açú
Fabaceae-Caesalpinioideae Apuleia leiocarpa (Vogel) J.F. Macbr. Garapa
Fabaceae-Caesalpinioideae Copaifera langsdorffii Desf. Copaíba
Myristicaceae Virola oleifera (Schott) A.C. Sm. Canudo de Pito/ bicuíba macho
Fabaceae-Caesalpinioideae Hymenaea courbaril L. jatobá

 

Muda com mais de 5 metros de altura
A presença de pássaros indica que a área está em plena regeneração