Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

Recuperação Ambiental

Recuperação e compensação ambiental

A Cesan desenvolve uma série de projetos de recuperação ambiental nas cidades e regiões onde atua. O objetivo é restaurar Áreas de Preservação Permanente degradadas para fortalecer a manutenção da diversidade florestal do Espírito Santo e colaborar com a conservação da água e do solo.
Para esse trabalho são utilizadas espécies típicas de cada ecossistema e retiradas espécies exóticas, quando existentes. Para cada ação desenvolvida é elaborado um projeto de recuperação de área degradada (Prad), que é aprovado pelos órgãos ambientais envolvidos.

RPPN Boa Fé

Em junho de 2016 a Cesan recebeu do Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) o certificado de reconhecimento da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Boa Fé, localizada em Afonso Cláudio, junto à estação de tratamento de esgoto no município. É a primeira RPPN de uma empresa de saneamento no país, segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão ambiental do governo brasileiro responsável pelo gerenciamento das Unidades de Conservação no Brasil.
Para o reflorestamento, a Cesan assinou convênio em 2010 com o Instituto Terra que plantou mais de duas mil mudas nativas da Mata Atlântica em 14,19 hectares, colaborando com a recuperação das nascentes existentes no local. Também foram retiradas armadilhas encontradas na mata.

RPPNBoaFe

Parque Natural Municipal Morro da Manteigueira – Vila Velha, ES

Implantação e manutenção de reflorestamento ambiental no Parque Natural Municipal Morro da Manteigueira, com plantio de 1.112 mudas nativas em área de aproximadamente 10.000 m². A ação cumpre condicionante ambiental relativa à construção do Reservatório de Água Garoto.

Morro_Manteigueira_1 Morro_Manteigueira_2

Parque Natural Municipal Pedra dos Olhos – Vitória, ES

Reflorestamento de uma área de 18.400 m², com o plantio de 2.453 mudas de 30 espécies nativas diferentes, no Parque Pedra dos Olhos, localizado no coração da ilha de Vitória. A ação proporciona a revitalização de nascentes, a recuperação ambiental da área de preservação, além, é claro, de valorizar a beleza cênica. As atividades de manutenção do plantio foram finalizadas em abril de 2014 e entregues à Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória para a continuidade da intervenção. A medida atende à condicionante de compensação ambiental referente à implantação da adutora de água tratada de Carapina a Goiabeiras, na BR 101.

PedradosOlhos PedradosOlhos_2

Parque Estadual de Pedra Azul, Domingos Martins – ES

Reflorestamento de uma área de 11.000 m², inserida dentro do Parque Estadual da Pedra Azul, em atendimento à condicionante ambiental referente ao licenciamento do Sistema de Esgotamento Sanitário de Domingos Martins. A intervenção contou com a parceria do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). A recuperação foi concluída com o plantio de 1.467 mudas de espécies da Mata Atlântica.

DomingosMartins_1 DomingosMartins_2

Restinga da Orla de Jacaraípe – Serra, ES

A Cesan, em parceria com a Associação de Surf do Estado do Espírito Santo (Asees) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Serra, realizou o cercamento e a recuperação de 15.000 m² de áreas de restinga entre as praias do Solemar e Barrote, em Jacaraípe, por meio de intervenções diretas e ações de educação ambiental. Para o reflorestamento, foram utilizadas espécies nativas como acácia, feijão de restinga, aroeira, vagem da praia, pitanga e abricó da praia. A ação atendeu a Compensação Ambiental (LS 251/2012) para construção do coletor tronco do Sistema de Esgotamento Sanitário de Manguinhos, em Serra.

OrlaJacaraipe _1 OrlaJacaraipe _3

Restinga da Orla de Vila Velha

Cercamento e recuperação de 3,6 hectares da vegetação de restinga das Praias da Costa, Itapuã e Itaparica, em Vila Velha. Além da melhoria da qualidade ambiental e paisagística da orla, a intervenção também trabalhou a conscientização da população sobre a importância da restinga. A ação atendeu a deliberação Conrema V n.º 005/2010 e foi feita em parceria com o Movimento Vida Nova (Movive).

OrlaVilaVelha